Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

No Dia Em Que a L. Fez Anos

                    

                                                                  (caricatura da L.)

 

Desta vez não foi uma mega festa com a criançada toda, apenas com as pessoas mais chegadas mas mesmo assim éramos mais que as mães.

Apesar de sermos muitos adultos, os miúdos andavam todos divertidos e a minha afilhada também. Ela é muito dada e simpática. Alinha em tudo e com todos. Deve ser por ter pilhas duracell.

Recebeu muitas prendinhas que na altura não apreciou devidamente. Também eram tantas…

Adora tirar fotos e então veio pedir-me para eu lhe tirar fotos “madinha anda tirar fotos”. Peguei na máquina e lá fui eu. Ela é que escolheu os sítios e fez as poses. Paracia uma top model. Depois dizia “cheese” para eu lhe tirar a foto. Assim que acabava, vinha a correr para se ver na máquina. Foi uma risota completa.

Depois resolvemos cantar canções uma para a outra. Acabámos com o repertório… LOL! Se aceitassem crianças de 3 anos podíamos ter concorrido à família superstar. Ahahahah!

Adorou as velinhas do bolo de anos. Eram uns corações cor-de-rosa, quem é que não gostaria?! Ah, e o bolo de anos foi ela que escolheu. E ninguém a demoveu a escolher outro!

 

Acabámos a noite a jantar juntas e a fazer palhaçada. Uma em cada ponta da mesa a comer sopa e a fazer caretas uma à outra. No fim pediu-me para eu lhe ir lavar os dentinhos e a ir por na cama. Lá fui lavar-lhos e enfiá-la na caminha com a sua bonequinha. Dei-lhe uma beijoca grande e desejei-lhe boa noite e ela fechou os olhinhos. Devia estar tão cansadinha…

 

 

Falta de Presença

                                                           

 

Se pensaram que se tinham visto livres de mim, caros amigos blogueiros, desenganem-se!!!

Se por acaso notaram a minha ausência devo explicar que:

 

1º - Foi fim-de-semana de N. Por isso foi matar saudadinhas (do dono e do cão), e tratar da casinha.

 

2º - Aturar a paixonite aguda do Pimentinha e tentar convecê-lo que aquele caso amoroso não tinha futuro.

 

3º - Matar dois coelhos de uma cajadada só: tratar das encomendas da YRocher para o Natal (sim, porque as ofertas para Natal são baratinhas e esgotam logo) e ver a traquina da minha afilhada.

 

4º -  Tive um bónus extra: o N. ficou cá até segunda-feira. Iupiiii!!!

 

5º - Por fim, graças à dose das minhas substâncias nocivas diárias, deu-me uma moleza e sonolência durante todo o fim de semana, que me toldou as ideias, incapacitando-me de conseguir articular qualquer dedo para escrever uma letrinha…

 

Foram bons motivos, não foram?